domingo, 14 julho, 2024

Polícia Civil e Cidasc interditam local clandestino de subprodutos de origem animal

Compartilhe essa notícia:

Nesta quinta-feira (21), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio do Centro de Apoio Operacional de Combate aos Crimes Contra o Agronegócio (CAOAGRO/PCSC), juntamente com Policiais Civis da Operação Hórus e a CIDASC realizou fiscalização sanitária em propriedade rural localizada na linha Zenaide Bertaso, interior de Coronel Freitas.

A denúncia inicial era de abate clandestino, com revenda das carnes nos estabelecimentos comerciais da região. A localidade é de difícil acesso, tendo sido necessário a utilização do drone da Polícia Civil para mapear a área e garantir o sucesso da ação.

Durante a operação, foi flagrado grande quantidade de couro e vísceras de animais armazenadas em tonéis e em condições higiênico-sanitárias muito precárias, rodeadas por moscas e animais domésticos, além de forte odor e sujidades.

Também havia uma câmara fria repleta de carcaças, tudo em desacordo com as normativas sanitárias e ambientais.

As investigações preliminares apontaram que no local não funciona um abatedouro, mas sim um entreposto clandestino de processamento de subprodutos de origem animal, com a revenda dos resíduos para fábricas de ração de outros Estados, geralmente à noite. Carcaças de toda a região são processadas ali, mas o local não conta com licença ambiental, registros na vigilância sanitária ou nos demais órgãos competentes.

O local foi interditado e o proprietário notificado administrativamente por infração às normas sanitárias. Procedeu-se com a inutilização e o descarte dos produtos cárneos. Será instaurado procedimento policial para apurar eventual prática de crime ambiental.

O objetivo da operação é garantir a segurança dos consumidores e a oferta de produtos de origem animal livres de riscos. Os produtos catarinenses têm conquistado o mercado nacional e até internacional pela qualidade que oferecem.

A união de esforços entre a Polícia Civil e CIDASC tem por objetivo ampliar as ações de defesa agropecuária no Estado, bem como evitar crimes patrimoniais contra o agronegócio.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Programa Proerd forma 1.270 estudantes em Chapecó e região

Entre os meses de junho e julho, aconteceram as formaturas do Programa Educacional de...

Acidente de trânsito entre carro e caminhão é registrado no Distrito de Marechal Bormann

As guarnições do Bombeiro Militar de Chapecó, foram acionadas para atendimento de acidente de...

Chapecó e Arroio do Meio PASSA A SER “Cidades irmãs”

Foi sancionada nesta quinta-feira, pelo prefeito João Rodrigues, a lei 8.126, que declara Arroio...

Gasolina ficará mais cara a partir da terça-feira (09)

O reajuste incial ficará em média de 0,15 até 0,50 mais caro para o...
error: Este conteúdo é protegido !!