quarta-feira, 29 maio, 2024

Número de MEIs cresce 21,1% em Santa Catarina

Compartilhe essa notícia:

Divulgação

O número de Microempreendedores Individuais (MEIs) no estado cresceu 21,1% em 2021 frente a 2020, o equivalente a 99.021 MEIs a mais. Foi o oitavo crescimento nacional sendo que a maior taxa de entrada foi na atividade saúde humana e serviços sociais (39,7%), seguido da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (38,8%) e de informação e comunicação (34,1%). Os dados de 2021 foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última quarta-feira, 4 de outubro.

Para o secretário da Sicos, Silvio Dreveck, os MEIS representam uma fatia importante do mercado, que contribui para o desenvolvimento, gerando trabalho e oportunidades. “Nós temos um Programa aqui na Secretaria, o Juro Zero, que é mais que uma linha de crédito. Ele é uma política pública que atua na formalização do MEI, que passa a adquirir direitos com seu CNPJ regularizado e também contribui com o crescimento do estado, gerando novas vagas de emprego. O Juro Zero ainda é aquele impulso que o microempreendedor precisa para avançar ou começar um pequeno negócio”, destaca.

O estudo ainda destaca que em 2021, Santa Catarina tinha 568.093 Microempreendedores Individuais (MEIs), o sétimo contingente entre as Unidades da Federação, representando 4,3% do total de 13,2 milhões de microempreendedores do país.

Os serviços, formados por cinco agrupamentos de atividade econômica, ocupavam 48,7% dos microempreendedores Individuais catarinenses em 2021, cerca de 276,7 mil pessoas. Além disso, a proporção de MEIs catarinenses ocupados na Indústria geral (14,1%) era o maior entre as Unidades da Federação, à frente de Minas Gerais (12%), Goiás e Espírito Santo (11,9%)

Um em cada três MEIs de SC atuavam na residência

Dos MEIs de Santa Catarina, os que atuavam na residência (33,9%), ou 193.477 pessoas, eram cerca da metade dos que atuavam fora da residência (66,1%), que representavam 375.616 pessoas.

Características do microempreendedor individual

Dos 568.093 MEIs catarinenses, 304.318 (53,6%) eram homens e 263.775 (46,4%) eram mulheres, no ano de 2021. A pesquisa apontou também que 186.133 MEIs catarinenses (32,7%) tinham idade de 30 a 39 anos, grupo com a maior parcela de MEIs no estado. Esse grupo também predominava em todo país (30,3%). Em seguida, vinham os grupos de até 29 anos (24,2%), com 137.351 pessoas, e de 40 a 49 anos (23,2%), com 131.700 pessoas.

Santa Catarina tinha 4.937 MEIs estrangeiros em 2021, o equivalente a 0,9% do total, sendo que o contingente catarinense era o quarto entre as Unidades da Federação, superado apenas por São Paulo (35.581 MEIs), Rio de Janeiro (6.561) e Rio Grande do Sul (5.551). No estado, 1.188 MEIs (24,1%) eram argentinos, 866 (17,5%) eram haitianos e 589 (11,9%) eram Venezuelanos, as maiores proporções.

 

 

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Cresce o número de jovens que não estudam nem trabalham

Aumenta o número de jovens, entre 14 e 24 anos, que não trabalham, não...
error: Este conteúdo é protegido !!