domingo, 14 julho, 2024

Barragem norte e demandas da comunidade indígena Laklãnõ Xokleng em destaque

Compartilhe essa notícia:

Nesta quinta-feira, 12, representantes do governo de Santa Catarina se reuniram com a secretária de Direitos Ambientais e Territoriais Indígenas do Ministério dos Povos Indígenas, Eunice Kerexu, acompanhada da Mulher Semente da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (ANMIGA), Ingrid Assis, para dialogar sobre demandas da comunidade indígena e debater a situação da operação da Barragem Norte, em José Boiteux.

A secretária Kerexu reconheceu que a reunião de hoje representou um momento histórico para todos, principalmente para a comunidade indígena, “nós estarmos aqui na Defesa Civil conversando com as secretarias do estado de Santa Catarina é um momento ímpar porque conseguimos pensar em cada setor, em cada departamento e o que a gente pode fazer em conjunto com o governo do estado e o governo federal para entregar ações concretas dentro do território indígena”.

Por parte do Governo Federal foi levantada a importância da criação de um Gabinete de Crise para lidar com as demandas apresentadas pela comunidade indígena Laklãnõ Xokleng, tendo como objetivo unificar as informações tanto do governo estadual como do federal. “Nós vamos ter os nossos pontos-focais e o estado vai ter os pontos-focais do estado, todos vão dialogar e as decisões serão tomadas dentro do Gabinete de Crise, isso serve para não ter atravessamentos ou informações desencontradas”, reiterou Kerexu. Para ser instaurado o Gabinete de Crise, o Governo Federal precisará criar um decreto além de apresentar o nome das pessoas e departamentos que atuarão dentro do Gabinete, e isso será feito e comunicado em data oportuna.

Ainda, na reunião, foi evidenciado que o estado de Santa Catarina cumpriu o acordo junto à comunidade indígena durante o período de cheias, assinado em 07 de outubro, onde solicita três barcos para atendimento da comunidade, ônibus para atendimento da comunidade até a cidade, água potável, e cestas básicas. Desta forma, cumprindo o acordo, a Defesa Civil de Santa Catarina conseguirá realizar a operação da Barragem Norte.

“Essa primeira reunião é um marco, mostra que nós estamos alinhados para resolver essa questão da comunidade indígena, então eu agradeço a secretária Kerexu por nos ajudar a ajudar a população indígena e ajudar a população catarinense”, finalizou Coronel Armando, secretário de Estado da Proteção e Defesa Civil.

Estiveram presentes na reunião representantes do governo estadual, Carmen Zanotto, secretária de Estado da Saúde, Maria Helena Zimmerman, secretaria de Assistência Social, Mulher e Família, Diogo Demarchi Silva, secretário-adjunto da Saúde, e demais equipe técnica da Defesa Civil de Santa Catarina.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Incêndio de grandes proporções mobiliza Bombeiro nesta madruga

Na madrugada desta sexta-feira (12), por volta da 1h30, às guarnições do Bombeiro Militar...

Pix bate recorde e supera 224 milhões de transações em um dia

Sistema de transferências instantâneas do Banco Central (BC), o Pix bateu novo recorde na...

Obesidade infantil: um desafio crescente na sociedade moderna

A obesidade infantil é um tema preocupante que tem ganhado cada vez mais destaque...

PM apreende grande quantidade de drogas em um apartamento 

Na tarde desta terça-feira (10), a Polícia Militar recebeu uma denúncia  sobre uma possível...
error: Este conteúdo é protegido !!