quarta-feira, 29 maio, 2024

Uma apaixonada pelas origens italianas

Compartilhe essa notícia:

Uma trajetória de curiosidade, pesquisa, investigação científica, inserção em grupos e aprofundamento nos estudos só poderia ter um resultado: um TCC bastante consistente, um livro e uma menção honrosa em um prêmio internacional. A egressa de Letras – Português e Espanhol e hoje mestranda em Estudos Linguísticos da UFFS – Campus Chapecó Luana Cerizolli mergulhou em um assunto com profundas ligações com sua história familiar, apaixonou-se, dedicou-se e recebeu, no final de novembro, um certificado de honra ao mérito por seu trabalho.

Pelo que desenvolveu no “Mòduła de ła Gràmatega – Domande in Veneto Braziłian”, ela conquistou a menção e um certificado de honra ao mérito no Prêmio “Ambra Beggiato per la cultura veneta nel mondo”.

O “Módulo de Gramática da Língua Veneta Brasileira” (ISO 639-3 VEC da UNESCO) é um trabalho inédito no país. Ela criou o material a partir de um projeto de pesquisa teórico desenvolvido na UFFS, o “Interrogativas-wh no Talian e a alternância wh- in situ e wh- ex situ”, com parceria da UFRR e do Projeto de Extensão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM/CTISM) “História, Língua e Cultura de Imigração Italiana na Quarta Colônia”. Trata-se de um material pedagógico, em Língua Vêneta, para o ensino da Língua Vêneta Brasileira, tanto para adultos quanto para crianças, bem como um material de apoio para professores e pesquisadores da Língua Vêneta.

O livro/módulo é fruto do trabalho de conclusão de curso em que foi feita uma investigação sobre aspectos sintáticos das perguntas-wh matrizes do Vêneto brasileiro. O trabalho de TCC foi orientado pelas professoras Simone Guesser (UFRR) e Ani Carla Marchesan (UFFS), coordenadoras do projeto de pesquisa “Interrogativas-wh no Talian e a alternância wh- in situ e wh- ex situ”. O TCC de Luana na íntegra, intitulado “Perguntas- wh no Vêneto Brasileiro: uma proposta de trabalho para o ensino”, pode ser encontrado no repositório da biblioteca da UFFS/Chapecó.

A orientação do trabalho foi das duas professoras, e o livro, fruto da pesquisa, foi revisado e traduzido pelo professor Marcos Daniel Zancan (CTISM/UFSM)

Trajetória acadêmica

Luana ficou indecisa sobre o caminho a tomar por oito anos depois de finalizar o Ensino Médio. Chegou na Licenciatura em Letras – Português e Espanhol um tanto tímida pela diferença de idade, por não lembrar de alguns conteúdos, por ter algumas dificuldades, segundo ela. Porém, como a jovem mesma fala, correu atrás e não deixou que isso fosse um empecilho para realizar seu sonho.

“Desde a primeira fase, foi uma enxurrada de conteúdos e de aprendizados”, comenta. Ela buscou, estudou e não mediu esforços para ir bem nas disciplinas. Quando surgiu um grupo de iniciação científica, resolveu participar. Era justamente sobre a língua que depois viria a se tornar seu objeto de pesquisa no TCC.

Como os pais de Luana têm ascendência italiana e falam o Vêneto (língua do nordeste da Itália que parte dos imigrantes que vieram ao Brasil utilizavam), o interesse foi ainda maior. Embora os pais não tenham ensinado o idioma para Luana, ela passou a estudá-lo. “O TCC só me trouxe alegrias. Quanto mais eu pesquisava, mais eu queria ler, mais eu queria saber. Ia contando para minha família e era emocionante porque eles entendiam e também ficavam emocionados com o que eu estava fazendo. A partir do que levantávamos no grupo de pesquisa, extraoficialmente eu testava com os pais. Às vezes, ficavam retraídos, com receio de estarem falando gramaticalmente incorretamente”, relata.

A pesquisa foi tão interessante para Luana e para os professores de seu entorno que surgiu a ideia de fazer um livro. No início, há as demonstrações do funcionamento dos pronomes wh no Vêneto, e, ao final, anexo, uma série de atividades para colocar o conhecimento em prática. Luana fez o material com linguagem acessível, e criou dois personagens que acompanham e incentivam o leitor no decorrer do livro. Para além da pesquisa, da busca por parceiros e de toda a produção, ela assistiu vídeos, estudou e conseguiu diagramar todo material.

Livro, lançamento e premiação

O lançamento do e-book aconteceu na UFSM, na 50ª feira do livro. O material foi editado e impresso pela editora da UFSM, e os livros serão utilizados pelo curso de língua Vêneta, oferecido na UFSM. Parte dos impressos virá para a UFFS. O e-book pode ser acessado aqui: https://repositorio.ufsm.br/handle/1/29063

Além de chegar a outras universidades, o material foi encaminhado à região do Vêneto. “O trabalho abriu um leque de possibilidades. Tirei o passaporte recentemente porque já vejo a possibilidade de ir e conhecer a região da qual tanto falo e pesquiso. Estou no mestrado em Estudos Linguísticos no momento e vou seguir pesquisando sobre o Vêneto, embora ainda não tenha definido o foco da minha dissertação”.

Sobre a menção honrosa, Luana demonstra uma alegria contagiante. Ela ressalta que o material foi avaliado às cegas, sem a identificação de autoria. O presidente e os membros da banca fizeram questão de oferecer a menção honrosa, mesmo que a jovem não tenha vencido o prêmio principal. “Fiquei muito lisonjeada. Quando comecei, jamais imaginei que chegaria a uma menção honrosa. O Alessandro Mocelin, grande pesquisador, me enviou uma mensagem me parabenizando pela menção honrosa. Assim que receber o certificado, certamente o emoldurarei”.

Por fim, ela divide os méritos do que realizou. “Tenho certeza de que fiz um ótimo trabalho, mas, é claro, graças às grandes orientadoras que tive e por todas as parcerias, que foram fundamentais para que eu desenvolvesse essa obra”.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Chapecoense mantem 10.ª colocação

Em compromisso pela Série B, a Chapecoense entrou em campo na noite deste domingo...

Unochapecó discute saúde mental

Com o objetivo de ampliar o espaço de discussão sobre saúde mental e despertar...

Governo autoriza compra de 1 milhão de toneladas de arroz

O governo federal autorizou, através de medida provisória assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula...

Apenas 30% dos professores da rede estadual são efetivos

Santa Catarina fica para trás nos indicadores nacionais quando o assunto é educação. O...
error: Este conteúdo é protegido !!