domingo, 14 julho, 2024

MPSC denuncia motorista que teria causado acidente de trânsito com morte entre Chapecó e Guatambu

Compartilhe essa notícia:

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Chapecó denunciou um motorista, um idoso de 63 anos, que estaria embriagado e teria causado um acidente de trânsito com morte na noite do último dia 12. Ele foi denunciado por homicídio com dolo eventual, por dirigir embriagado e por deixar de prestar socorro à vítima. O acidente foi registrado na rodovia Balseiros do Rio Uruguai (SC-484), entre os municípios de Guatambu e Chapecó.  

Conforme a peça acusatória, na data do acidente, o idoso passou o dia no município de Guatambu, onde teria ingerido bebidas alcoólicas até ficar embriagado e não ter condições de dirigir. Além da incapacidade psicomotora, o denunciado não tinha permissão ou habilitação para a condução de veículos.  

Então, por volta das 18 horas, o homem teria se envolvido em um acidente de trânsito no município de Guatambu. Ele teria batido em um carro estacionado em frente a uma residência e tentado fugir, mas foi contido pela dona do veículo e por um filho dela. Quando o réu desembarcou, ambos perceberam o estado de embriaguez dele e o teriam alertado para que não dirigisse novamente. Entretanto, ele teria ignorado o alerta e seguiu em direção a Chapecó. 

Já por volta das 19h30, na rodovia Balseiros do Rio Uruguai (SC-484), nas proximidades da Linha São José, no interior de Guatambu, o idoso teria invadido a contramão e colidido contra uma motocicleta. A condutora da moto não resistiu aos ferimentos e faleceu.  

Após a colisão, o réu teria tentado fugir do local. Primeiro, ele tentou religar seu veículo, depois o abandonou e fugiu a pé pela via. Apesar da fuga, o idoso foi contido por populares, que o mantiveram detido até a chegada da Polícia Militar. 
No local, os policiais também constataram que o réu apresentava sinais visíveis de embriaguez. Além disso, o idoso foi submetido a um exame pericial que atestou a alteração da capacidade psicomotora em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência.  

A denúncia já foi recebida pela Justiça e o réu responde ao processo preso preventivamente.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

error: Este conteúdo é protegido !!