domingo, 19 maio, 2024

TSE inicia novo teste de urnas eletrônicas

Objetivo é identificar possíveis falhas na coleta, transmissão e sigilo do voto. Testes realizados até agora apontaram pequenas falhas, mas segundo TSE, foram corrigidos antes das eleições

Compartilhe essa notícia:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou nesta segunda-feira (27) o teste público de segurança das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições municipais de 2024. O teste é um procedimento de praxe realizado desde 2009. 

Na sétima edição de testes, especialistas em tecnologia da informação poderão verificar os equipamentos que fazem a coleta e a transmissão dos votos dos eleitores.

Os investigadores inscritos para participar dos testes vão inspecionar os firmwares das urnas – programas que fazem o controle das peças eletrônicas do equipamento, além do sistema que realiza a apuração e a votação.

Os testes serão realizados por 40 especialistas que se inscreveram espontaneamente, entre eles seis mulheres. O grupo deverá executar 34 planos de testes nas dependências do TSE até a próxima sexta-feira (1°).

Em 2021, nos testes realizados antes das eleições do ano passado, pontos vulneráveis da urna eletrônica foram encontrados. Segundo o TSE, as falhas foram corrigidas em maio daquele ano, antes das eleições, e o sigilo do voto e da totalização da apuração não foram violados.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

SC tem a menor taxa de analfabetismo do Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje maus um lote de...

Superintendência da Efapi divulga cronograma de serviços

A Superintendência da Grande Efapi, informa o cronograma de atividades previstas para a semana...

Em forte atuação do goleiro Cavichioli, Verdão segura o Botafogo-SP

Em compromisso pela Série B, a Chapecoense entrou em campo na noite desta terça-feira...

Unochapecó arrecada material escolar para crianças do RS

Devido às enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul e com grande parte...
error: Este conteúdo é protegido !!