A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina acaba de informar que em virtude do comunicado emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na noite desta segunda feira (10), a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por precaução, decidiu suspender temporariamente a vacinação contra a Covid-19 de gestantes em todo o estado. Em Gaspar, a única vacina disponível, até o momento, para esse grupo prioritário de vacinação era a AstraZeneca. 

A SES/SC aguarda o pronunciamento oficial do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e da Anvisa para orientar as equipes de imunização sobre a continuidade da vacinação das gestantes contra a Covid-19, em Santa Catarina.

A recomendação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota na noite desta segunda-feira (10) recomendando a suspensão imediata do uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para mulheres gestantes. A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

“O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica”, ressaltou a Anvisa.

A vacina vinha sendo usada em gestantes com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

Informações e texto: Jornal Metas