quarta-feira, 17 abril, 2024

Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono completa um ano de implantação

Compartilhe essa notícia:

Ação já alcançou 14% da meta prevista até 2030. O Plano ABC+ foi um dos primeiros a ser lançado no país

Em um ano de implantação, o Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono ABC+SC, implementou tecnologias previstas no Plano em mais de 106 mil hectares, cerca de 14% da meta prevista até 2030, foi cumprida. 

O Plano foi instituído pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (SAR), em parceria com organizações do setor e outros órgãos do Governo, por meio da portaria SAR n.º 14/2023, de 31/01/2023. O Plano ABC+ catarinense foi um dos primeiros a ser lançado no país.

O projeto pretende gerar um significativo potencial de mitigação de emissões de carbono, assim como prevê a difusão de tecnologias pela agropecuária catarinense, com a capacitação de 70 mil produtores. 

Um exemplo deste trabalho são os investimentos em manejo e recuperação de pastagens, implantação de pastagens perenes, a conservação do solo e da água, o manejo dos resíduos da produção animal, as florestas plantadas e os sistemas integrados.

O produtor ainda ganha com o aumento de produtividade das áreas e a melhoria da renda. Há também a possibilidade de valorizar o produtor que está se adaptando, através da eventual comercialização de créditos de carbono, em estudo.

LEIA MAIS

SC registra crescimento de exportações via portos

O Plano ABC+ SC busca tornar a agricultura catarinense mais sustentável, competitiva e adaptada às mudanças climáticas, consolidando o estado como referência em agropecuária de baixo carbono. As tecnologias ABC selecionadas têm o objetivo de responder aos compromissos de redução de emissão de carbono.

“O nosso propósito é tornar Santa Catarina uma potência agroambiental, tendo bases sustentáveis para a produção de alimentos e de manejo florestal. Já temos um grande diferencial sanitário dos produtos catarinenses, agora temos um novo diferencial: a sustentabilidade”, afirma o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Valdir Colatto.

O presidente da Epagri, Dirceu Leite, destaca que os sistemas de produção ABC estão se consolidando e se difundindo no Estado, “Santa Catarina é pioneira no desenvolvimento de tecnologias como o Sistema Plantio Direto de Hortaliças, os quais se somam aos mais de 20 mil hectares orientados ao plantio direto de grãos e de hortaliças”, enfatiza.

O membro da coordenação do Grupo Gestor Estadual do ABC+ SC, Humberto Bicca Neto, destaca o emprego de tecnologias, “a recuperação de matas nativas e o reflorestamento chegam a mais de 50 mil hectares orientados e implantados desde o início do Plano ABC+ SC, isso significa que os produtores orientados estão promovendo a mitigação e a preservação aliadas à melhoria da propriedade”, enfatiza.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Inflação de março pesou menos para famílias de renda alta

 As famílias com renda mensal alta (acima de R$ 21.059,92) sentiram menos o peso...

Empresas garantem R$ 430 milhões do BNDES para exportação

Empresas de Santa Catarina realizaram sete operações com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico...

Festival balseiros da canção nativa definem finalistas

Após minuciosa avaliação de uma experiente banca presidida por Jauro Gehlen e composta por...

Endividamento aumenta entre as famílias em março

O endividamento das famílias brasileiras cresceu em março, segundo aponta a Pesquisa de Endividamento...
error: Este conteúdo é protegido !!