Foto: Angélica Lüersen

O documentário “No Quintal de Rosalina” ganhou uma nova data de pré-lançamento. O primeiro evento de exibição do filme teve de ser adiado em razão de problemas técnicos. Contudo, a live de pré-lançamento será realizada no dia 07 de maio, às 19 horas, através de uma transmissão on-line pelo canal no YouTube “No Quintal de Rosalina”. Após a exibição, também haverá um bate-papo com a protagonista do documentário e as camponesas Carmem Munarini, Justina Cima e Tereza dos Santos.

A narrativa evidencia as trajetórias política e social de Rosalina Nogueira da Silva, agricultora de Chapecó, que aos 69 anos de idade trabalha com o cultivo e processamento de plantas medicinais. O documentário é dirigido pelo jornalista Taulan Cesco

O projeto do documentário foi contemplado pelo Edital de Fomento e Circulação das Linguagens Artísticas de Chapecó em 2018, também recebeu patrocínio do  Sistema Cresol Central SC/RS e foi selecionado pelo Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura em 2019, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

História de lutas e conquistas

Após participar de encontros promovidos pela Pastoral da Saúde, na década de 1970, e das primeiras reuniões do Movimento de Mulheres Camponesas no Oeste de Santa Catarina, nos anos de 1980, Rosalina passou a ser reconhecida como liderança comunitária, engajada nos direitos das mulheres agricultoras, na defesa pela alimentação saudável e no cultivo de ervas medicinais.

Ao lado de muitas outras mulheres, a trajetória de Rosalina perpassa a criação do Sistema Único de Saúde (SUS), a conquista da aposentadoria e o direito à licença-maternidade para agricultoras, resultado da força popular e articulação das mulheres do campo. Rosalina é fitoterapeuta, homeopata e fundadora da Associação Pitanga Rosa, onde realiza atendimentos comunitários e o cultivo de plantas medicinais.

Acompanhe outras informações sobre o pré-lançamento no perfil do documentário no Instagram: @noquintalderosalina