terça-feira, 16 abril, 2024

Mostra de Palhaçaria

Compartilhe essa notícia:

Ria na Roça traz um mês de atividades gratuitas para os municípios de Xaxim e Chapecó

Inicia na próxima semana o RIA na Roça. A mostra de palhaçaria traz para os municípios de Xaxim e Chapecó, no oeste catarinense, um mês de atividades gratuitas voltadas à comunidade. Serão oficinas e apresentações de seis companhias catarinenses que trazem a palhaçaria como elemento principal de pesquisa e criação. O projeto promovido pela ONG Salva, de Xaxim, chegará a 10 comunidades da região, incluindo terras indígenas.

A Mostra propõe articular e incentivar ações para a fruição da arte da palhaçaria pelo interior do Estado, assim como oportunizar o acesso da comunidade a esta forma de expressão. A intenção é, a partir de uma extensa programação itinerante, que abraça comunidades descentralizadas dos dois municípios vizinhos, promover o acesso cultural, valorizar a diversidade criativa, estimular a presença da arte da cultura na escola, além de ampliar o contato das pessoas com o Circo enquanto Patrimônio Imaterial Brasileiro.

“Estamos animados em iniciar este projeto tão potente para a nossa região, já na próxima segunda-feira, 25 de março e levar tantas ações de encontro ao cotidiano das comunidades. Serão oportunidades riquíssimas de difundir a arte circense de Santa Catarina, aproximar esse trabalho das pessoas, trazer novas vivências e experiências de humanização para crianças, adolescentes e famílias. Estamos, a partir destas atividades, promovendo a arte como ferramenta de transformação e movimento socieocultural”, pontua o Presidente da ONG Salva, Tiago Gheno.

Vínculo Comunitário

As atividades do RIA iniciam nesta segunda-feira, 25, com oficinas de circo ministradas pela Cia de La Curva, grupo de Chapecó, em dez escolas públicas. A ação tem como objetivo aproximar a arte circense das crianças e dos adolescentes, trazendo atividades práticas. Nomeada “A bola da vez”,  a ação irá trabalhar, de maneira criativa, a coordenação motora, memória, senso de percepção, agilidade de pensamento, além de estimular o convívio saudável entre os estudantes.

“As oficinas, além de inúmeros benefícios para o desenvolvimento, também nos trazem vínculo comunitário. É a partir desta primeira ação do projeto que nós começamos a inserir e aproximar o circo das comunidades, onde mostramos e ensinamos ações como o malabares, por exemplo. Tudo isso aumenta a autoconfiança da criança, a autoestima, a relação com os colegas e abre uma janela perceptiva para tudo o que virá depois, que são os espetáculos, as apresentações, os artistas, e todas essas atividades das quais eles tiveram esse primeiro contato sendo feitas por profissionais, no palco. Por isso, esse início de relacionamento entre o RIA e a escola, se faz tão importante”, explica a Coordenadora da Mostra, Manon Alves.

Circulação

As apresentações contarão com trabalhos de cinco companhias circenses de diferentes regiões do Estado. Integram a programação o Grupo Teatral Reminiscências, de Joaçaba, Circo Flor, de Florianópolis, La Luna e Circo Íris, de Canelinha, Grupo Cirandela, de     Criciúma. De acordo com os organizadores, a  diversidade temática, qualidade técnica dos trabalhos e históricos de atuação dos grupos, foi imprescindível para compor a programação.

“A partir do trabalho incrível desses artistas que vêm de diferentes regiões, estamos fomentando a formação de público e oportunizando novas experiências comunitárias, através da figura central do palhaço – aquela figura que cai, que tomba, que tropeça, e faz duas suas fragilidades também seus pontos fortes, trazendo essa ligação humana que chega direto ao público”, complementa Manon Alves.

Além de trazer contato direto com as comunidades, o projeto também aproxima artistas e diretores, através de intercâmbio cultural e troca de experiências entre profissionais que atuam em localidades distintas.

Para a artista Emeli Barossi, de Canelinha/SC, o RIA potencializa os encontros. “Pra mim o RIA  é um espaço propício para trocas e para a criação de vínculos. não só de artistas e grupos, mas da relação do artista com o público, com o espaço em que está, é uma conexão com tudo o que está se fazendo, pois existe um lugar de encontro, onde os tempos são respeitados e gera esse espaço de troca e de envolvimento. Este ano estamos integrando a programação e levando um trabalho novo onde a semente foi plantada no RIA de 2019”, comenta a artista que integra a Cia La Luna de Teatro.

Economia Criativa

Além de movimentos importantes voltados à democratização do acesso cultural, a Mostra impulsiona a economia criativa através da geração de emprego e renda. São trinta vagas diretas de trabalho em diferentes áreas criativa com artistas, produtores, diretores, técnicos, coordenadores, profissionais de comunicação, além de reflexos diretos em setores como transporte, alimentação, hotelaria e turismo.

“É muito importante colocar que o setor cultural, além de trabalhar e desenvolver aspectos humanos e sociais imprescindíveis para o desenvolvimento das comunidades, também gera emprego e renda. A indústria criativa, atualmente, supera muitos setores quando nos referimos ao PIB, e isso nos faz refletir sobre a importância da atuação desta área para a economia da nossa região, Estado e País”, acrescenta Tiago Gheno.

Programação

Acompanhe onde estará o RIA na Roça:

Oficinas

25/03 – Casa Familiar Rural – Linha Pilão da Pedra – Xaxim;

26/03 – EEB Luiz Lunardi – Xaxim;

30/03 – Assentamento Dom José Gomes, Linha Água Amarela, Chapecó;

01/04 – Casa Familiar Rural – Linha Pilão da Pedra – Xaxim;

02/04 – Aldeia Toldo Chimbangue – Chapecó;

03/04 – EEB Cecília Meirelles – Chapecó;

05/04 – Aldeia Condá – Chapecó.

Espetáculos

17/04- 10h – EEB Luiz Lunardi, Vila Tigre, Xaxim –  Circo Flor

            14h30 – Casa Familiar Rural, Linha Pilão da Pedra, Xaxim- Grupo Reminiscências;

18/04 – 10h – EBM Dr. Ari Lunardi, Xaxim- Cia La Luna

            14h30 – EBM Cecília Meireles, Xaxim- Cia Circo Iris;

19/04 – 10h – Aldeia Toldo Chimbangue, Chapecó – Circo Flor;

            14h30 – Aldeia Condá, Chapecó- Cia La Luna

20/04 – 10h – Assentamento Dom José Gomes, Água Amarela, Chapecó- Cia La Luna;( Aberto à comunidade)

            18h – Praça Central, Xaxim – Cia Circo Iris (Aberto à comunidade)

21/04 – 18h – Nossa Maloca, Linha Tafona, Chapecó (Aberto à comunidade) – Grupo Cirandela

22/04 – 10h – Casa Familiar Rural, Linha Pilão de Pedra, Xaxim- Grupo Reminiscências;

            10h – EEF Vila Diadema, Xaxim – Circo Flor;

            14h30 – EEB Luiz Lunardi, Vila Tigre, Xaxim. Grupo Cirandela.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Operação “Sodalitas Finis”: GAECO deflagra terceira fase

Estão sendo cumpridos 37 mandados de busca e apreensão e 36 mandados de prisões...

Entidades do Oeste têm até dia 30 para inscrever projetos e disputar verbas do PJSC

Editais abertos em Catanduvas, Seara, Pinhalzinho e Mondaí

FAB diz estar de prontidão para resgatar brasileiros no Oriente Médio

A Força Aérea Brasileira (FAB) afirmou estar de prontidão para resgatar brasileiros que vivem...

Praças públicas são depredadas em Chapecó

Administração pede que população denuncie atos de vandalismo para que depredadores possam responder por...
error: Este conteúdo é protegido !!