Reprodução facebook

Em entrevista coletiva agora há pouco, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon anunciou novas medidas que permitem a retomada das aulas no ensino superior. Ele reforça que são ações embasadas na orientação do Governo do Estado.

No mesmo ato, também foi liberado, dentro de uma série de regras sanitárias, a realização de partidas de futebol profissional. Também está autorizada a realização de eventos Drive-In em que o público pode assistir a espetáculos de cinema, teatro e shows de dentro dos carros.

Pelos dados de hoje Chapecó tem 3.047 casos confirmados, mas destes, 90% estão considerados curados. A ocupação hospitalar teve leve baixa nas enfermarias, passando de 32% ontem para 28% hoje. As UTIs seguem com 38% de ocupação.

Dados são da Secretaria de Saúde de Chapecó

Atendendo questionamento da Folha Desbravador, a secretária de saúde Maristela Rocha falou sobre um kit de medicamentos que vêm sendo utilizado gratuitamente em vários municípios do Brasil e de Santa Catarina e que tem se mostrado eficiente na cura de pacientes no estágio inicial da Covid-19. São medicamentos que já estão no mercado e são considerados baratos.

O assunto foi pauta de uma reunião entre lideranças de saúde na terça-feira em Chapecó.

“É uma orientação que cada médico poderá passar ao paciente. Se o médico se sentir seguro com essas medicações mesmo com todas as manifestações científicas, ele tem a liberdade de prescrever, mas será necessário consentimento do paciente. O Conselho Regional de Medicina não criminaliza o uso desse medicamento”, disse a secretária.

A meteorologia prevê queda de temperatura e aumento de umidade a partir de hoje. Essas condições são propícias para o desenvolvimento de doenças respiratórias.

Ao encerrar a coletiva, Buligon defendeu que Chapecó ainda não chegou à fase crítica da doença. “A Covid-19 está em todos os lugares e esperando para nos infectar. Por isso é importante a manutenção de todos os cuidados. Estamos em guerra e a contribuição de cada um é indispensável”, enfatizou.