quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

Governo de SC quer ampliar malha aeroviária no estado

Compartilhe essa notícia:

O governador Jorginho Mello determinou à Secretaria de Portos, Aeroportos e Ferrovias (SPAF) a inclusão do Aeroporto de Pinhalzinho no Plano Aeroviário de Santa Catarina (Paesc). Com isso, o estado passará a ter 22 aeroportos. Em agenda no Oeste, ele ainda anunciou o investimento de R$ 8 milhões para a pavimentação da pista. A lista de aeroportos em território catarinense poderá chegar a 24 se confirmada a inclusão também de Itapiranga e Rio Negrinho no Plano.

Foto Secom SC

“Vamos colocar o aeroporto de Pinhalzinho no mapa e valorizar a região. Vamos construir uma pista e o terminal de passageiros com investimentos do Governo do Estado. A estrutura será usada para o transporte aéreo de empresários, moradores e contribuir ainda mais com a economia de Santa Catarina. Temos que ajudar cada vez mais quem produz e quem trabalha”, destacou o governador Jorginho Mello.

A construção do Aeroporto de Pinhalzinho é uma reivindicação antiga da cidade e região. Com a autorização do governador, iniciaram as tratativas para a inclusão no Paesc e inclusive os técnicos do LabTrans já realizaram a visita ao local.

“Começamos o trabalho há sete meses com o objetivo de colocar todos os aeroportos do estado em condições de funcionamento. Chegamos a 11 aeroportos com obras e investimentos que superam a casa dos R$ 40 milhões. Temos agora o respaldo do governador Jorginho Mello para ampliar esta lista e chegar a 24 aeroportos e dar um infraestrutura muito importante para a economia catarinense”, relata o secretário da SPAF, Beto Martins.

O Paesc está sendo desenvolvido desde julho e tem o objetivo de atualizar o quadro estadual e orientar o desenvolvimento e investimentos no setor. Com o Plano será possível identificar demandas e vocações de cada um dos aeroportos. O Paesc deve ficar pronto no primeiro semestre de 2024.

Investimentos

Em 2023, o Governo do Estado já autorizou R$ 44,6 milhões para obras de melhorias necessárias para permitir que todos os aeroportos estejam em funcionamento pleno até o início de 2024.

  • Aeroporto de Forquilhinha – R$ 15,2 milhões (obras concluídas)
  • Aeroporto de Caçador – R$ 5,5 milhões (obras concluídas)
  • Aeroporto de Blumenau – R$ 11 milhões
  • Aeroporto de Pinhalzinho – R$ 8 milhões
  • Aeroporto de Lontras – R$ 1,8 milhões
  • Aeroporto de Três Barras – R$ 1,6 milhões
  • Aeroporto de Jaguaruna – R$ 648 mil
  • Aeroporto de Lages – R$ 620 mil
  • Aeroporto de Dionísio Cerqueira – R$ 474 mil (obras concluídas)
  • Aeroporto de São Joaquim – R$ 327 mil (obras concluídas)
  • Aeroporto de Correia Pinto – R$ 107 mil

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Governo deve repassar 37,2 milhões do salário-educação em 2024

 Este ano de 2024, a Receita Federal espera apurar mais de R$ 19 trilhões...

Sicoob estima liberar R$ 7 bilhões em crédito rural

Desde o dia 6 de fevereiro, o Sicoob passou a oferecer a todos os...

Termina dia 29 prazo para empresas enviar relatórios salariais

Termina no próximo dia 29, o prazo para que as empresas preencham e enviem...

Empréstimos de livros na Biblioteca Municipal aumentaram 38%

Os empréstimos de livros da Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella aumentaram 38,7%...