quinta-feira, 29 fevereiro, 2024

“É um crime”, diz médica sobre obrigatoriedade da vacina contra Covid-19 para crianças

Compartilhe essa notícia:

O Poder Legislativo de Chapecó, realizou Reunião de Trabalho, na quarta-feira (29), sobre a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 para crianças. O encontro foi proposto, via requerimento, pelos vereadores Fernando Cordeiro (PSC) e Wilson Cidrão (Patriota) e contou com a presença de quatro médicos da cidade na discussão.

Em outubro deste ano, o Ministério da Saúde anunciou que a partir de 2024, a vacinação contra a Covid-19 será obrigatória para crianças de seis meses a cinco anos. “Essa decisão traz muitas dúvidas e insegurança aos pais”, declarou o vereador Fernando Cordeiro. Já o vereador Wilson Cidrão, chamou de autoritária essa determinação.

Os quatro médicos que compareceram à reunião de trabalho, se posicionaram contra a obrigatoriedade desse tipo de vacina para crianças. “Não há necessidade de obrigar criança saudável a ser imunizada dessa forma. Os efeitos colaterais ainda são incertos”, comentou o médico Diego Bet.

O médico Ivan Zardo, apresentou dados do Ministério da Saúde, que revelam que apenas 0,33% das crianças até nove anos no Brasil morreram vítimas da covid. “É um risco adoecer crianças por uma vacina que não tem estudos concluídos”, alertou. Já a médica Maikelli Simes, foi mais incisiva, e chegou a dizer que essa decisão é um crime. “Estão expondo as crianças aos efeitos colaterais da vacina que podem trazer sérias consequências à saúde”.

O médico Paulo Benites, também se posicionou contra a obrigatoriedade e chegou a pedir uma ação da sociedade. “Supliquem às autoridades para que essa decisão seja interrompida, até que sejam realizados mais estudos sobre os efeitos colaterais dessa vacina. O Brasil é o único país do mundo a tornar obrigatória essa imunização”, completou.

Os vereadores Fernando Cordeiro e Wilson Cidrão, revelaram que apresentarão na semana que vem, moções que serão encaminhadas para autoridades locais e nacionais, a fim de que o Ministério da Saúde reveja essa determinação.

Siga nas Redes Sociais

5,000FãsCurtir
11,450SeguidoresSeguir
260SeguidoresSeguir
760InscritosInscrever

Últimas Notícias

Notícias Relacionadas

Desempenho da indústria da construção cai, mas fica acima do esperado para janeiro

O desempenho da indústria da construção e do emprego em janeiro caiu na comparação...

Novo Projeto de Lei beneficia agentes comunitários 

Chapecó conta com aproximadamente 340 agentes comunitários de saúde (ACS) e 110 agentes de...

Homens são presos por furto casa lotérica 

Agentes de empresa de segurança privada seguraram os homens que estavam dentro da lotérica...

O voto de cada vereador

Câmara aprova projeto de lei que atribui uso de banheiros com definição biológica de...