Foto: Reprodução

De acordo com o Painel de Avaliação do Risco Potencial do Estado divulgado nesta quarta-feira, 5, oito das 16 regiões de saúde de Santa Catarina são consideradas de risco gravíssimo quanto à propagação da Covid-19. São elas: Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo-Sul, Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Nordeste e Planalto Norte. 

O número de regiões com potencial de propagação gravíssimo caiu em relação a última semana, quando o Estado tinha 12 regiões nesta situação. Saíram da lista Alto Uruguai, Grande Florianópolis, Oeste e Xanxerê.

Além das quatro regiões que tiveram avaliação de risco rebaixada, outras três – Alto Vale do Rio do Peixe, Serra e Laguna – mantiveram risco potencial grave. O Extremo-Oeste, que estava com risco de propagação classificado como alto, também subiu para grave. 

O monitoramento avalia o desempenho de ações contra o Coronavírus nas localidades e traz orientações aos gestores dos municípios daquelas regiões. O acompanhamento classifica o potencial de risco de cada região com notas de 1 a 4, onde 1 representa risco moderado de propagação e 4 significa risco gravíssimo. 

Para realizar a avaliação, o governo do Estado leva em consideração os índices de casos ativos e recuperados, incidência, letalidade e velocidade de avanço do vírus por região. Conforme cada classificação, os gestores são orientados a seguir uma série de ações, que variam desde o reforço nas medidas de isolamento social, aumento na testagem e isolamento de casos, reorganização dos fluxos assistenciais, e ampliação de leitos.